Suplemento bcaa para que serve e quais os Seus Benefícios

O uso de suplementos alimentares tem crescido e se tornado popular. Muito se ouve falar sobre pessoas que estão tomando suplementação, seja para o alcance nutricional, onde há a necessidade de complementar um déficit encontrado, ou como recurso ergogênico, que nada mais é do que utilizar um produto para facilitar e melhorar, o desempenho de alguma atividade, ou realizar um algum trabalho de maneira mais rápida e tendo um menor gasto de energia. Dentro desses recursos, encontramos o famoso BCAA, que traduzindo, significa Aminoácidos de Cadeia Ramificada (AACR).  

Ad

aminoácidos de cadeia ramificada

Os AACR envolvem 3 aminoácidos essenciais:  leucina, isoleucina e valina. Esses aminoácidos não são sintetizados, ou produzidos, pelo corpo humano, sendo necessária a ingestão de alimentos que são fontes e ajudam o corpo a produzir proteínas. Ao colocar na ponta do lápis, os AACR, ou BCAA, compõem 1/3 das proteínas que são metabolizadas nos músculos. O BCAA tem sido indicado para beneficiar a síntese proteica a nível muscular, poupar o estoque de glicogênio do músculo, para retardar a fadiga central e muscular, como também para aumentar a imunidade e diminuir os danos e as lesões durante exercícios prolongados, além de auxiliar em doenças que acometem o fígado

BCAA serve para definição muscular e para o ganho de massa

aminoácidos de cadeia ramificada

A famosa hipertrofia, ou seja, definição muscular, só acontece quando o balanço líquido de proteínas for positivo, simplificando, quando a síntese, criação, de proteína muscular for maior que a degradação de proteína muscular. E como o uso de BCAA  auxilia na hipertrofia? A resposta é, aumentando a síntese de proteína. Isto vai ocorrer em conjunto com a alimentação do indivíduo, auxiliando a alcançar a quantidade adequada de proteína para o seu objetivo, pois, para ocorrer a síntese de novas proteínas musculares, todos os Amino acids Essenciais, ou seja, aqueles que o corpo não produz, juntamente dos Aminoácidos Não Essenciais, os que são produzidos pelo organismo, devem estar presentes.

branched chain amino acids

A suplementação de BCAA, aminoácidos essenciais, possui um papel muito importante na recuperação de lesões musculares, formadas durante um treino de musculação, sendo por esse motivo tão utilizado para praticantes de musculação que buscam hipertrofia. Estudos mostram que os aminoacidos que compõem o BCAA em associação com uma alimentação adequada e atividades físicas, principalmente a leucina, são responsáveis pelo estímulo do ganho de musculos. Nenhum tipo de suplementação ou alimento sozinho é capaz de definir sua musculatura. A definição acontece quando o percentual de massa muscular é maior que o percentual de gordura. Para alcançar a definição é necessário ter uma rotina de exercícios físicos, uma alimentação saudável e uma suplementação adequada.

Serve para aumentar a imunidade

branched chain amino acids

O nosso sistema de defesa do organismo também pode ser fortalecido através do BCAA. Quanto maior for a intensidade do exercício, maior será a demanda do nosso corpo e maior será a necessidade de uma boa recuperação. A partir do metabolismo do BCAA, tanto muscular quanto hepático, o corpo humano consegue sintetizar a L-glutamina, que é um aminoácido condicionalmente essencial. E o que isso significa? Significa que ela é sintetizada pelo organismo humano, mas por possuir uma demanda muito alta em certas ocasiões, é necessário consumir a partir da alimentação e/ou suplementação. O consumo de BCAA promove a manutenção da concentração de glutamina pós-exercício, que está envolvida na diminuição da imunossupressão que ocorre após o término do exercício, melhorando o sistema imune.

Bom contra a encefalopatia hepática

branched chain amino acids

A encefalopatia hepática é uma anormalidade neuropsiquiátrica, onde há uma deterioração da função cerebral que ocorre em pessoas com doença hepática grave, pois, substâncias tóxicas, como a amônia, que normalmente são eliminadas pelo fígado, se acumulam no sangue e chegam ao cérebro. Estudos mostraram que o uso de BCAA se mostrou eficaz no tratamento da encefalopatia hepática por facilitar a desintoxicação de amônia, apoiando a síntese de glutamina no músculo esquelético e no cérebro. O BCAA atua também na proteção do Sistema Nervoso Central, minimizando a entrada de toxinas no sangue, ao criar amino acids que passam pela barreira cerebral.

Além da encefalopatia hepática, o uso de do suplemento pode melhorar a qualidade de vida de pessoas com outras doenças hepáticas. O BCAA é indicado, para pacientes hepáticos que apresentam dificuldade em processar proteína, já que esse suplemento possui aminoácidos que são facilmente absorvidos, diminuindo assim, o trabalho do fígado e a produção de substâncias tóxicas que poderiam afetar o cérebro.        

Serve pacientes com mobilidade reduzida

O BCAA, por ser um suplemento, pode ajudar na formação e fortalecimento da musculatura e evitar o atrofiamento e a perda gradativa de mobilidade corporal. Mas, como foi dito, ele é um suplemento. Para o melhor funcionamento da musculatura, é necessária a ingestão correta de proteínas pelo indivíduo.

Reduz a fadiga, aumentando o rendimento nas atividades físicas

ganho de massa muscular

Existem estudos que mostram que o uso do BCAA  reduz a fadiga em exercícios com longa duração. Isto ocorre porque a produção de serotonina, substância que provoca sensação de bem-estar e relaxamento, será diminuída no cérebro, já que o consumo maior desses aminoácidos compete com o triptofano. O triptofano é o principal neurotransmissor no que se diz respeito a modulação da fadiga central. Com sua produção reduzida, aumenta a disposição e diminui o cansaço.

Evita a perda de massa magra

O BCAA também ajuda a evitar a perda de musculos, pois, auxilia uma maior produção de insulina, um hormônio anabólico de grande expressão. Além disso, a insulina contribui para a absorção dos amino acids e nutrientes colaborando diretamente para a construção da massa muscular. O BCAA tem ação contra o catabolismo comprovada, por fornecer os aminoácidos essenciais para evitar a perda de musculos, ajudando a prevenir a degradação proteica e a perda de músculos.

Ad

Serve para reduzir as dores    

A dor muscular é causada pela falta de fornecimento de oxigênio nas fibras musculares. Isso acontece toda vez que houver trabalho no corpo, seja levantando pesos na academia ou fazendo algum trabalho que demande força corporal. Para a construção de novos músculos, mais forte, o corpo precisa primeiro ‘’quebrar’’ o músculo ‘’antigo’’ para então reconstruir a nova fibra, utilizando proteína com aminoácidos.

Algumas pesquisas concluíram que a suplementação de BCAA pode mitigar, suavizar, a dor após exercício de lesão muscular, porém, quando utilizado em conjunto com uma dieta que tenha a quantidade adequada de proteínas essa diminuição da dor é insignificante, pelo corpo já ter absorvido através da alimentação a quantidade necessária de proteína. Colocando isso na prática, percebemos que quando um indivíduo praticante de exercício físico e relata dor muscular após o exercício e ingere uma quantidade de proteína abaixo de 1,2 g/ kg/ dia, vai haver sim, benefício contra a dor no uso da suplementação de BCAA.

Ideal para a manutenção da proteína corporal

Como já foi dito, o BCAA compõe 1/3 das proteínas musculares e atua com a síntese proteica no nosso organismo. Sendo assim, quando utilizado esse suplemento, da maneira correta, quantidade necessária e alimentação balanceada, ele irá atuar na manutenção das proteínas corporais, evitando as perdas de massa muscular, como também servindo de aporte proteico quando existe a precisão de alcançar o nível necessário de proteína para o indivíduo e seu objetivo.

Estudos mostram que a leucina presente no BCAA pode apresentar efeitos anabólicos no metabolismo de proteínas, o que faz aumentar a taxa de síntese e diminua a degradação de proteína na musculatura em repouso após o exercício.

Ajuda no processo de cicatrização

Os AACR ( aminoácidos de cadeia ramificada) apresentam possíveis efeitos terapêuticos, pois esses aminoácidos podem além de todos os benefícios citados, favorecer o processo de cicatrização, através da leucina, que promove a cicatrização de ossos e da pele.

Combinações com BCAA para que serve?

ganho de massa muscular

Quando pensamos em músculos definidos, hipertrofia e alta performance nos treinos, o BCAA se destaca como um dos suplementos ideais para a hipertrofia, performance nos treinos e manutenção proteica, mas será que ele funciona sozinho? Tudo vai depender dos objetivos e resultados que se deseja alcançar, mas o BCAA muitas vezes é utilizado com outros suplementos, termogênicos ou aminoácidos.        

Para que serve BCAA e creatina

São diversos os estudos que comprovam os benefícios de tomar creatina e BCAA, inclusive juntos. Em resumo, a creatina atua dando mais energia para quem está praticando  desporto, além de, ajudar na hipertrofia, auxiliar no aumento da intensidade dos treinos, melhorar a contração muscular, aceleração da recuperação pós-treino e o aumentar o metabolismo. Então, enquanto o BCAA vai auxiliar na síntese proteica, a creatina vai ser o complemento para manter a força, energia, fazendo com que as enzimas continuem ativadas, resultando numa maior síntese proteica, e consequentemente, no aumento da massa magra.

Para que serve whey protein e BCAA

ganho de massa muscular

O Whey Protein tem a função principal de auxiliar a aumentar os níveis de proteínas e aminoácidos no sangue para a recuperação do músculo que foi degradado, ajudando na reconstrução e no aumento da massa muscular ( hipertrofia muscular ) . Em conjunto com o BCAA, irá proporcionar a construção da musculatura.

Mas, a própria composição do whey já contém uma quantidade de BCAA. A concentração vai variar de acordo com as marcas, variando de 3g a 6g de BCAA, em uma porção de 30g de whey. Então, quando a ideia combinar a suplementação, o ideal seria avaliar o whey que oferece melhor o BCAA.

O sugerido é whey com quantidades de BCAA superior a 3 g na porção recomendada para o consumo, pois, dependendo da forma de ingestão dos aminoácidos, como por exemplo, com outros nutrientes como carboidratos e proteínas, a absorção é mais lenta.

A indicação dessa suplementação combinada é, normalmente, orientada para potencializar os ganhos para o corpo, em treinos de alta performance. No entanto, a estratégia de unir os dois suplementos varia de indivíduo para indivíduo. E por esse motivo um profissional qualificado é essencial para orientar tal dosagem e garantir os melhores resultados.

Para que serve BCAA e glutamina

bcaa pode ser três aminoácidos

Se você conhece o mundo da suplementação, sabe que existe também os suplementos próprios de glutamina. Então, você pode se perguntar, por que suplementar com BCAA para melhorar o sistema imune, a partir da sua conversão em glutamina, e não suplementar a própria glutamina?

Os estudos mostram que a suplementação apenas da L-glutamina não atuaria nas nossas células de defesa, os leucócitos, pois, ela seria aproveitada como fonte energética pelos enterócitos, sem deixar que chegue em outros tecidos. Já, no caso do BCAA, ocorre o contrário, pois ele vai ser entregue ao músculo e metabolizado em glutamina, o que liberaria a entrega da glutamina aos leucócitos.

Mas, falando de recuperação muscular, aumento da energia e prevenção da fadiga em treinos mais intensos, a combinação do BCAA e glutamina é especialmente eficaz nessa missão. E essa soma traz excelentes benefícios, principalmente para o sistema imune.

Quais os benefícios dos diferentes tipos de BCAA?

bcaa pode ser três aminoácidos

É comum encontrar o BCAA na forma de cápsulas ou em pó. Ambos são eficientes. O mais importante é que a dosagem esteja correta. O momento de ingestão do BCAA também irá depender do tipo de exercício praticado pelo indivíduo, seja musculação ou aeróbico de alta performance. O uso do BCAA não é orientado, por exemplo, em dias que não irá treinar. Tanto a dosagem do BCAA quanto o momento correto de ingeri-lo deve ser determinado por um nutricionista ou um médico especializado.

Ainda não existe nenhuma comprovação científica atual que comprove que um tipo é melhor que o outro.

BCAA em pó para que serve   

O BCAA em pó é o mais recomendado pelos nutricionistas, pela maior aceitação e qualidade. Se destaca por ser prático. A suplementação com BCAA é comum entre os praticantes de desporto. Os estudos científicos apontam que entre os benefícios, especialmente para esse público, estão: a melhora da sensação de fadiga muscular e a dor pós treino e também relacionando o BCAA ao ganho de massa muscular.

BCAA feminino para que serve

bcaa pode ser três aminoácidos

O BCAA feminino é vendido por algumas marcas com o adicional de vitaminas e minerais que são importantes possuem propriedades importantes para a saúde da mulher, como por exemplo, a vitamina B6, que auxilia na absorção dos aminoácidos e estimula o sistema imune,  a Biotina, que libera a energia dos alimentos e mantém a pele, unha e cabelos em bom estado, o selênio, com importante ação antioxidante e o Cobre, que facilita o metabolismo do ferro, está envolvido na pigmentação da pele, olhos, cabelo e é importante para a saúde óssea. Mas em termos gerais, em sua composição, quanto ao BCAA, não sofre alterações das demais fórmulas do suplemento.

BCAA injetável para que serve

O BCAA injetável, como o próprio nome diz, é uma injeção de BCAA, utilizado de forma intramuscular. Atualmente, vem sendo bastante comercializado por clínicas de estéticas com a justificativa de apresentar resultados melhores e mais rápidos. Porém, o BCAA injetável vem sendo comercializado sem nenhum estudo científico que comprove seus benefícios. Ou seja, ainda não é recomendado por profissionais da área da saúde qualificados.

BCAA cápsula para que serve

 Igualmente a opção em pó, a apresentação do BCAA em cápsulas é bem prática, por ser fácil de levar em todo lugar e tomar, além de não precisar se preocupar com o preparo da porção.

BCAA isolado para que serve

O BCAA isolado nada mais é do que a forma dele sozinha, seja ele em cápsulas ou em pó. O BCAA isolado significa que aquele suplemento conta apenas com os aminoácidos de cadeia ramificada.

Resumo

Os AACR (aminoácidos de cadeia ramificada) envolvem três aminoácidos essenciais:  leucina, isoleucina e valina. Esses aminoácidos não são sintetizados, produzidos, pelo corpo humano, sendo necessária a ingestão de alimentos que são fontes e ajudam o corpo a produzir proteínas. A suplementação de BCAA, aminoácidos essenciais, possui um papel muito importante na recuperação de lesões musculares, formadas durante um treino de musculação, sendo por esse motivo tão utilizado para praticantes de musculação que buscam hipertrofia muscular. Além disso, o BCAA apresenta potenciais efeitos terapêuticos, uma vez que esses aminoácidos podem diminuir a perda de massa magra durante a redução de massa corporal, favorecer o processo de cicatrização, melhorar o balanço proteico muscular em indivíduos idosos, e propiciar efeitos benéficos no tratamento de patologias hepáticas e renais, além de auxiliar no sistema imunológico do organismo.

Ad

O uso de BCAA também evita a fadiga durante a atividade física, já que ele reduz a produção de serotonina evitando que o corpo relaxe. Portanto, de maneira resumida, podemos afirmar que o BCAA serve para elevar os níveis de energia durante o treino, impedir o catabolismo, reduzir a fadiga física e mental, fornecer aminoácidos necessários para os músculos e estimular a síntese de proteínas. Ele pode ser utilizado de maneira isolada, como também em conjunto com outros produtos para uma melhor atuação esportiva e alcance dos objetivos performáticos e corporais. O BCAA pode ser encontrado em pó, cápsulas e, recentemente, em injeções, sendo esse último, ainda não recomendado por especialistas. Cada forma tem a sua praticidade, sendo a escolha, da melhor aceitabilidade do indivíduo que vai ingerir. A dosagem, também depende muda de pessoa para pessoa, e apenas um profissional habilitado pode receitar qualquer suplemento. O uso errado e sem recomendação nutricional, pode trazer riscos. Para entender melhor o uso do BCAA, consulte sempre um nutricionista. Só esse profissional será capaz de instruir de maneira mais específica o consumo desse suplemento, para a sua individualidade, e assim, você pode aproveitar melhor todos os nutrientes e garantir mais resultados.

SOBRE A AUTORA

Lylian Militão

Dra. Lylian, nutricionista com especialização em Nutrição Clinica e Saúde Pública. A sua paixão é a alimentação saudável e trabalha especialmente com a reeducação alimentar. Leva uma vida saudável e equilibrada para alcançar seus objetivos, e gosta de partilhar as suas dicas com os seus pacientes para que eles também alcançar os seus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}